quarta-feira, 21 de agosto de 2013


A carne produz perfume que idealizamos a imagem, a 
origem  da perfeição.
Sonhos que precisamente se ligam as ações 
transformadoras da alquimia da sedução
Elixir servido em um beijo o antidoto que transforma 
em ouro  o amor desta união
Tanta beleza nessa nudez sem ser vulgar é inspiração
Deitar sobre o útero fortalecendo a fusão
Nutrir-se da sensualidade em uma onda de prazer
Carne que se energiza banhada pelo prazer da 
completude
Cada ato deste impulso renovado pelo desejo em nossa 
ação
Sentir o clímax no momento em que sente o descanso 
que inunda
Amor...
Ajustados um ao outro pela beleza e perfeição
Persiste a imagem dos reflexos do espelho que revela 
beleza
Banhar-se nua
Energiza provida pelas gotas de água que deslizam em 
seu corpo
Movida pelos dedos experientes dedilhando sua 
silhueta em harmonia
Remexendo-se como uma felina em seu cio de puro 
êxtase
Diz sem nenhuma palavra a motivação que faz escrever
Mulher de múltiplas faces que fazem dela singular
Aproxima-me do paraíso de em sua posse fazer viver
Ser tão única em chamas e fazer o fogo em seu 
interior
Direi sempre as frases únicas que abrirá seu coração
Cantarei musicas com minha voz rouca em seu ouvido
Deslizarei em sua pele despertando ferozes desejos 
em você
Dançaremos entorpecidos em intimidades pervertidas 
do amar
Rasgar-te-ei selvagemente levando-te a loucura
Selvagem e delicioso faremos o amor pelo prazer
Conheceremos as dimensões no limiar das emoções



Helio Ramos de Oliveira
ISBN 978-85-7923-552-8
Lei de direito autoral (nº 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário