sábado, 18 de março de 2017

Sinta em seus lábios a tensão dos meus
Acomodar seu corpo e acariciar seus sentidos
Rodopios
Toque de harpas e clarins
Seu corpo
Suas suaves loucuras
Sinta a pressão das falanges
Deslizar
Dedilhar
Encontrar seus caminhos
Juventude de suas realizações
Seus domínios
Por entre seus lábios o calor
Transe
Alinhando os desejos desta realidade majestosa
Tesão dos corpos suados e vividos
Seu nome sussurrante ecoa por entre as moléculas de ar
Acoplar os corpos sedentos por serem uno
Acontecer que invade e flui acendendo a pira dos complementos
Flerte das almas que dançam
Afrodisíaco
Intenções que só o romance pode definir em uma orbita florida
Seu tato
Sua textura
Umidade que trás o deslize
Mensagens de amor decifrados com os toques
Prazer do encontro com fúria desta paixão
Tremores que desatina e o descompasso do coração
Jorro
Alvo mar com aroma dos fluídos eternos e divino
Aconchego
Candura
Prazer
Ti


Hélio Ramos de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário