terça-feira, 27 de janeiro de 2015


Vou me vestir de seu corpo e invadir seu ser
Serei o encaixe perfeito ao te fazer ainda mais bela
Deslizarei em sua pele com cheiro de relva seremos um
Sentirei seu calor e refrescarei sua alma com a minha
desventura
Velarei seu sono com amor estarei em candura
Será sempre linda a pureza em poesia
Colherei em amago o doce mel de seu corpo
Refrescância de seus poros excitados por onde brota 
sua ânsia febril
Sabor de seus beijos acalentando meus desejos
Amor juvenil em seu sorriso solto
Alimentar a saudade em reverenciar as flores de 
primavera
Suave beleza ao sol de pleno verão
Impulsos que fazem arder o corpo e curvar as 
vértebras
Sentirmo-nos tão apaixonados que voamos em um céu 
fluídico
Decorarei seu corpo com alvas flores que refrescarão 
sua silhueta
Devoção de meu espirito me faz amante de meu amar
profundo
Oriundo de meus instintos que te faz perfeição em 
poesia
Sua magia em fazer do seu amor a constância
Paraíso em estar ao seu alcance e sentir sua volúpia
Banhar-nos com águas de cachoeira energizando nossos
mundos
Energia do amor que emana das entranhas de nossos 
corpos
lascivo e profundo de nosso ser
Amor



Hélio Ramos de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário