domingo, 7 de agosto de 2011


Devaneios de Poeta é colo de mulher...

Cheio de insanidades

Tem aroma de desejo

Tem formas de sedução

Toque de pura seda

Incendeia com facilidade

Toma conta da alma...

Aquece a carne

Pulsa com a respiração...

Mil imagens se formam

Fúria...

Amor latente em um orgasmo

A imensidão da vida

Exaustão...

Um poema

Uma canção



Helio Ramos de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário