quinta-feira, 26 de julho de 2012



Amor em paradoxo nutre a imaginação
A verdade que inspira o respirar do coração
Ódio e melancolia em uma cólica de paixão
Atroz em suas ações
Imprescindível companhia pelo caminho desta loucura
Insanamente se acalma com o beijo faz a alma
Alegre em sua fúria
Perdendo a compaixão atraindo o destino
Colhendo com a mão
Pregando em cravos de flores
Sonhando em solidão
Abraço de corpo inteiro
O cheiro escorrendo em suplícios
Que fica sempre marcado com o ferro e fogo da paixão
Ter um dono sem ter a doma
Livre em sua prisão
Maltratando em seus carinhos mordidas e erupção
Sigla de nossa impulsiva fúria
Carência desta união
Presteza em ser continuo
Ser bobo de tanta paixão





Helio Ramos de Oliveira
ISBN 978-85-7923-552-8
Lei de direito autoral (nº 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário