segunda-feira, 24 de dezembro de 2012



Leve sua nau a beirando as tempestades
Encontre-se com os ventos revoltos
Sinta em seu rosto o respingar da fúria do amor
Navegue na vastidão de sua essência
Encontre seu horizonte
Subtraia todas as aventuras que causaram a dor
Se encontre onde estiver estará perdida em amor
Desgoverne-se e se entregue as correntezas da alma
Em espirito encontrará a força necessária pra vencer
Segure o timão em suas mãos
Sinta seus pés voar no mar
Acredite que sempre haverá horizonte
Seja o vértice de sua vida desenhando o caminho
Encontre no céu os luzeiros da vida
Acredite no amor mesmo em tempestades
Ele é a fúria nunca vaidade



Helio Ramos de Oliveira
ISBN 978-85-7923-552-8
Lei de direito autoral (nº 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário