quarta-feira, 26 de dezembro de 2012



Em sua maquiagem delineaste sua força
Presença do rímel enaltecendo seu olhar
Enfeitando seu corpo de inúmeras belezas
Uma poesia em carne e osso
Escritas das cores desta imensidão do mundo
Maciez e sensibilidade em uma lágrima de sentimentos
Uma pintura que perfaz suas formas minunciosamente
Livre em seu arbítrio fugaz e destemido
A face encantadora da Lua em sua clarividência
Onipotente mulher...
Fada, Sereia, Rainha serás sempre Sacerdotisa em seu altar.
Englobando dentre tantos encantos a sedução pela doçura
Comandando seus movimentos em silhueta
Uma pintura boemia digna de Toulouse-Lautrec
Na sombra a luz reluz os moldes de suas formas
Dourados em cintilância a vida em uma passarela
Pé ante pé caminha em suas conquistas
Soberana em meio às pinceladas abrilhantando o olhar
Inquietude de este ser que abala em atrair os desejos
Vaidade profana desta encarnação de Afrodite
Intensamente vive em seu tempo
Para o ar nas ventanias
Assanha a excitação das mentes inquietas
Faz da beleza sua inspiração

  

Helio Ramos de Oliveira
ISBN 978-85-7923-552-8
Lei de direito autoral (nº 9610/98)

Nenhum comentário:

Postar um comentário